MATA ATLÂNTICA

O Bioma Mata Atlântica é o lar de um conjunto excepcional de flora e fauna, um dos locais com maior biodiversidade do mundo com altas taxas de endemismo abriga características excepcionais entre as florestas tropicais. No entanto está sob imensa ameaça, perda de habitat, caça predatória, conversão de usos do solo, impactos que colocam em risco o bioma classificado como um dos 25 Hotspots do mundo, portanto uma área importante para conservação da natureza.

A Mata Atlântica originalmente cobria todo o litoral do Brasil entre o Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul sua área era de 1,3 milhão de quilômetros quadrado. Atualmente sua cobertura florestal é de 12,5% da área original. Esse bioma apresenta uma variedade de formações florestais, engloba um diversificado conjunto de ecossistemas com estrutura e composições florísticas bastante diferenciadas, acompanhando as características climáticas da região onde ocorre.

No Estado de São Paulo a região montanhosa da Serra do Mar conseguiu preservar grande parte dessas florestas destacando a região do vale do Rio Ribeira de Iguape onde estão os remanescentes de grandes extensões de vegetação que garante grande valor ambiental e riqueza natural aos municípios do Sudeste do Estado.

O contínuo ecológico do Paranapiacaba concentra uma extensão da Floresta Atlântica preservada recebendo o título de Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO e Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, decretado no ano de 2012 Mosaico de Unidades de Conservação do Paranapiacaba, um mosaico de usos da terra entre áreas protegidas, comunidades tradicionais e propriedades rurais.

O Parque Estadual Turístico do Alto do Alto Ribeira – PETAR é um dos parques que compõem o Mosaico do Paranapiacaba é a área protegida mais antiga de Estado de São Paulo criado em 1958. Protege grande riqueza geológica abriga uma quantidade imensa de cavernas em seu interior com algumas destas abertas para visitação. Uma biodiversidade que se mostra na diversidade de formações florestais, plantas, fungos e fauna. O PETAR tem uma área total de 35.712 hectares entre os municípios de Apiaí e Iporanga.

IPORANGA – VALE DO RIBEIRA

Iporanga é um pequeno município do Estado de São Paulo fundado em 1755 as margens do Rio Ribeira de Iguape e na foz do Rio Iporanga.

O nome Iporanga de origem tupi significa “rio bonito”

Iporanga tem entorno de 4.300 habitantes e uma área total de 127.700 hectares. Com cerca 75% de da área do município coberto por florestas, abriga grandes Unidades de Conservação estando quase 50% do território inserido dentro de alguma categoria de proteção ambiental.

Iporanga

RESERVA BETARY

A Área de Soltura e Monitoramento da Fauna com uma área de manejo de 4 hectares está inserida na Reserva Betary no município de Iporanga. A Reserva Betary é uma das unidades de proteção do Instituto de Pesquisas da Biodiversidade (IPBio www.ipbio.org.br ) que tem a finalidade de promover pesquisas científicas e divulgação da biodiversidade da Mata Atlântica, sua sede encontra-se o Centro de Estudos da Biodiversidade que possui infraestrutura para pesquisa, realização de cursos e turismo.

ÁREA DE SOLTURA E MONITORAMENTO DA FAUNA SILVESTRE – ASM

A ASM é um tipo de empreendimento de manejo da fauna in situ previsto para receber animais considerados aptos a vida livre que apresentam boas condições de saúde e comportamentais a sobrevivência na natureza.  Com o trabalho da ASM o animal recebe tratamento para sua reabilitação no sentido de garantir que solto ele esteja preparado para se alimentar, procurar abrigo, fugir de predadores, interagir com sua espécie e se reproduzir.

@2015 Copyright Celine Celine.